"Pós-verdade": ainda sobre as fakes news

09.01.2018

         O termo "pós-verdade", utilizado pela primeira vez pelo dramaturgo sérvio-americano Steve Tesich se referindo a falta de verdade dos fatos, vem sendo recorrente desde as eleições de 2016 nos Estados Unidos devido as inúmeras notícias falsas que circularam na internet. Tal ação se tornou tão recorrente que o termo entrou para o dicionário Oxford. Segundo o mesmo, "o termo se relaciona com as circunstâncias onde fatos objetivos possuem menor importância e influência em moldar a opinião pública do que os apelos emocionais e crenças morais na maneira com que se transmitem as informações. Há, evidentemente, uma apatia em relação à verdade."

         Tal fenômeno pode ser justificado, com base em alguns autores como Luhmann,  pelo avanço tecnológico e assim da internet, discordando de outros autores como Levy. Para Levy o avanço da internet possibilitaria a maior capacidade da população em pressionar os governos e exigir transparência. Já para Luhmann, o avanço poderia colaborar para a produção do que ele definiu de "irritações". Ou seja, o compartilhamento de notícias falsas com teor de críticas a esquerda e com intuito de manterem preconceitos e esteriótipos já existentes na sociedade acabam por criarem uma "histeria coletiva". 

 

Leia na íntegra.

Please reload

Posts Em Destaque

EPCC Brasil disponibiliza eventos científicos sobre comunicação, cultura e informação

07.08.2020

1/4
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo