EPCC disponibiliza análise sobre "Cultura, mídia e democracia"

16.10.2019

 

 

É possível democratizar a mídia e a cultura no Brasil? A sociedade sabe que a comunicação e a cultura são direitos humanos? Como lutar em prol da democratização midiática e cultural no país? O que as universidades, instituições de pesquisa e da sociedade civil pesquisam e difundem aos brasileiros? O que registram e garantem as legislações nacionais e internacionais?

 

Para entender melhor a relação entre "Cultura, Mídia e Democracia" foi realizado no dia 14 de outubro de 2019 o VII Colóquio de Economia Política da Comunicação e da Cultura (EPCC). O evento aconteceu na Sala de Cursos da Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB), reunindo ativistas, especialistas, pesquisadores e alunos de graduação e Pós-graduação das áreas cultural e midiática. O vídeo do evento já está está disponível no canal EPCC Brasil.

 

A temática “Cultura, Mídia e Democracia” foi analisada pelos especialistas:

 

Laurindo Leal Filho - diretor do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, colunista da Revista do Brasil e do site Carta Maior. Professor aposentado da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (USP). Dirigiu e apresentou o programa VerTV, exibido pela TV Brasil e pela TV Câmara. É autor dos livros "A mídia descontrolada: episódios da luta contra o pensamento único"; "Atrás das Câmeras: relações entre Estado, Cultura e Televisão"; "A TV sob controle: a resposta da sociedade ao poder da televisão", dentre outros.

 

Adilson Cabral - professor e coordenador do curso de Comunicação Social e do Programa de Pós-graduação em Mídia e Cotidiano da UFF. Coordenador do grupo de pesquisa EMERGE. Diretor da ABPCom - Associação Brasileira de Pesquisadores e Comunicadores em Comunicação Popular, Comunitária e Cidadã. Autor dos livros "Centro de Mídia Independente: Os Primórdios do Ativismo Digital no Brasil"; "Nossa TV Digital: o cenário internacional da apropriação social da TV"; "Rompendo fronteiras: a comunicação das ONGs no Brasil", dentre outros.

 

Rosângela Fernandes - fundadora e coordenadora da ONG CRIAR BRASIL - Centro de Imprensa, Assessoria e Rádio - desde 1994, instituição que tem como missão a defesa do direito humano à comunicação através do apoio aos movimentos populares, onde atua como coordenadora de projetos de produção de podcasts e vídeos, da TV dos Trabalhadores no Rio de Janeiro (TVT RIO) e do Radiotube.org.br, rede social exclusiva para a cidadania. Tem 30 anos de experiência em jornalismo, com foco em defesa de direitos e audiovisual.

 

Eula Cabral - trabalha na FCRB com pesquisas e projetos no Setor de Pesquisa em Políticas Culturais, atuando na área de Economia Política da Comunicação e da Cultura, e professora do Mestrado em Memória e Acervos. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa EMERGE. Coordenadora nacional do GT Políticas de Comunicação da ULEPICC-Br. Coordenadora do projeto de pesquisa “Concentração midiática diante da democratização da comunicação e da diversidade cultural: análise das estratégias dos grandes conglomerados” (FCRB).

 

O VII Colóquio de Economia Política da Comunicação e da Cultura (EPCC) é uma realização da Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB), Setor de Políticas Culturais, projeto Economia Política da Comunicação e da Cultura (EPCC) e do Programa de Pós-Graduação em Memória e Acervos - Mestrado Profissional em Memória e Acervos (PPGMA/FCRB); do Centro de Pesquisa e Produção em Comunicação e Emergência (EMERGE); e do GT1 – Políticas de Comunicação, da União Latina de Economia, Política da Informação e Cultura, capítulo Brasil (ULEPICC-Br).

 

Confira os próximos eventos. e os vídeos dos eventos realizados pelo projeto EPCC.

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

"Cultura, Comunicação Organizacional e Novas Tecnologias" é tema de análise no RJ

22.10.2019

1/4
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo