EPCC se qualifica com oficinas de metodologia científica, memória e novas tecnologias

20.12.2019

 

 

O grupo de pesquisa EPCC vem se qualificando com oficinas que contribuem para o desenvolvimento de seus membros nas áreas de metodologia científica, memória e novas tecnologias. De outubro a dezembro de 2019 foram cinco oficinas.

 

No dia 19 de dezembro de 2019 foi realizada a última oficina do ano, com o tema "Democratização da informação e da cultura: música e tecnologia a favor da sociedade", ministrada pela doutora em Ciência e Tecnologia das Artes, Slavisa Lamounier.

Levou-se em consideração o trabalho que vem sendo realizado por Lamounier em Portugal, com o projeto "Digital Sock: estudo e desenvolvimento de instrumentos musicais digitais com ênfase em interface gestual, análise do movimento e interatividade", centrado no desenvolvimento de um protótipo instrumental, concebido com tecnologia vestível e controle sonoro realizado pelo movimento do pé (Digital Sock), na análise do movimento (gesto expressivo e musical) e no estudo dos processos interativos nos quais o instrumento se insere.

 

 

Como entender a relação entre memória, artes e política? Por que a memória das sociedades é afligida pelos políticos? Qual a relação com a democracia? Por que os artistas usam a arte para registro da história? Para entender melhor a realidade latino-americana e os autores das áreas, no dia 5 de dezembro de 2019 a pesquisadora Denise Jorge Trindade ministrou a oficina "Memória, Política e Artes" .

 

Nos dias 21 e 28 de novembro de 2019 foi ministrada a oficina "Currículo Lattes e Artigo Científico" pela coordenadora do grupo EPCC, Eula Cabral. Analisou-se como preencher o lattes e sua importância na carreira acadêmica e como se fazer um artigo científico, seguindo as regras da ABNT, o planejamento e execução, além de sua contribuição no campo científico e para a sociedade. 

 

Para entender melhor como usar os métodos científicos e sua contribuição na pesquisa, nos dias 31 de outubro, 7 e 14 de novembro de 2019 foi realizada a oficina "Análise de Conteúdo", ministrada pela pesquisadora Cláudia Pereira Galhardi. Cada membro do grupo escolheu uma temática para analisar a partir de um programa televisivo exibido pelas TVs abertas no Brasil.  

 

Como divulgar os estudos que vêm sendo realizados nos centros de pesquisa? Como aproximar a sociedade brasileira da academia? Como usar as mídias digitais, como Instagram e Facebook, para divulgar e tornar acessível o conhecimento? Para entender melhor esses desafios, no dia 3 de outubro de 2019 foi realizada a oficina "Plataformas digitais", ministrada pela produtora e diretora de TV e aluna do mestrado em Memória e Acervos da FCRB, Lúcia Helena Novaes. 

 

Temas de grande relevância que vêm sendo estudados por cada membro do grupo EPCC. 

 

O grupo de pesquisa EPCC foi formado em 2016 com o projeto “Concentração midiática diante da democratização da comunicação e da diversidade cultural: análise das estratégias dos grandes conglomerados”- aprovado em 2016 no Colegiado do Programa de Pós-graduação em Memória e Acervos e na diretoria de pesquisa da FCRB. Tem três bolsistas de iniciação científica e oito voluntárias, composto por graduandas, especialistas, mestrandas e doutoras. É coordenado pela pesquisadora Eula D.T. Cabral.

Grupo reunido na FCRB no dia 19 de dezembro de 2019.

Please reload

Posts Em Destaque

EPCC Brasil disponibiliza eventos científicos sobre comunicação, cultura e informação

07.08.2020

1/4
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo