Artigos e obras científicas disponíveis em podcasts

03.07.2020

Com as mudanças ocorridas nos últimos anos e com a necessidade de se ter mais conhecimento para vencer os desafios impostos pela sociedade atual, faz-se necessário ler mais obras e artigos científicos. Mas, como ter acesso se as bibliotecas e livrarias estão fechadas, como resultado do grande número de contágios e mortes causadas pelo novo coronavírus?

 

O grupo de pesquisa Economia Política da Comunicação e da Cultura, desde 2017, vem dividindo com a sociedade brasileira conhecimento científico nas áreas de democratização da comunicação, da informação e da cultura. E uma de suas estratégias é difundir, via canal de podcasts Sobre Economia Política da Comunicação e da Cultura, no Spotify e no Anchor.FM, análise de artigos de livros científicos da área de Economia Política da Comunicação, da Cultura e da Informação. Obras que também são disponibilizadas em seu site.

 

O objetivo é fazer com que os brasileiros tenham acesso à produção acadêmica e entendam cientificamente a importância do direito que todos têm em relação à comunicação, à informação e à cultura. De 29 de março a 1 de julho de 2020 já foram publicados 33 podcasts. Confira.

 

 

Podcasts e textos científicos disponibilizados

 

A importância da EPC para entender a mídia no Brasil, de Eula Cabral e Adilson Cabral, foi publicado em 2017 na obra “Comunicação e Cultura no Brasil: diálogos com a Economia Política da Comunicação e da Cultura". O capítulo analisado mostra a relevância dos conceitos trabalhados na área de EPC para entender o cenário midiático brasileiro. Foi publicado no dia 1 de julho de 2020.

 

Democratização da comunicação e sistema público de mídia: um olhar a partir dos movimentos sociais, de autoria de Luiz Felipe Ferreira Stevanim, publicado na Revista Eptic volume 19, número 3. Analisa o sistema público de mídia no processo sócio-histórico das lutas pela comunicação democrática. Foi disponibilizado no dia 28 de junho de 2020.

 

Uso político do ativismo digital no Brasil, que integra o livro “O ativismo digital brasileiro”, de José Marques de Vasconcelos Filho e de Sérgio Coutinho. Mostra como a internet e as mídias sociais se tornaram um campo de novas formas de interações entre indivíduos, podendo resultar em ações em prol da  sociedade. Foi publicado no dia 24 de junho de 2020.

 

Estado, políticas de comunicação e transformações na América Latina, de autoria de Dênis de Moraes, foi publicado na revista Eco Pós, volume 11, número 1, de 2008. Analisa as mudanças ocorridas na área de regulação da comunicação nos países da América Latina. O podcast foi disponibilizado no dia 21 de junho de 2020.

 

Mídia no Brasil: Concentração das Comunicações e Telecomunicações”, de Eula D. T. Cabral, publicado na Revista Eptic, volume 17, número 3. Analisa a concentração dos conglomerados midiáticos nas áreas de radiodifusão e de telecomunicações e como  exercem influência na elaboração de políticas em suas áreas de atuação. Foi disponibilizado no dia 16 de junho de 2020.

 

A rede é a mensagem, capítulo do livro "A Galáxia da Internet", do pesquisador Manuel Castells, analisa a Internet e o seu ambiente a partir de conceitos trabalhados pelo autor em várias obras sobre a temática. O podcast foi publicado no dia 14 de junho de 2020.

 

Construindo a Democracia Cultural: Cidadania, Federação e Participação, de Marcelo Viana Estevão de Moraes, fala sobre as políticas culturais implementadas na gestão de Gilberto Gil, como ministro da Cultura, e as mudanças no cenário da política cultural brasileira, sob o enfoque da cidadania cultural. O podcast foi publicado no dia 10 de junho de 2020.

 

Rede Globo e territorialidade a partir da economia política da comunicação e do paradigma da complexidade, de autoria de  José Antonio Martinuzzo e Wagner Piassaroli Mantovaneli, faz parte do livro “Comunicação e territorialidades: poder e cultura, redes e mídias”, de 2017, organizado pelas pesquisadoras Daniela Zanetti e Ruth Reis.Trabalha com o método que estrutura a aplicação dos conceitos de comunicação e territorialidades na efetivação de uma pesquisa sobre a Rede Globo, a partir do campo da economia política. O podcast foi disponibilizado no dia 7 de junho de 2020.

 

A web 2.0 como agenciamento de audiências pelos grupos midiáticos contemporâneos, artigo publicado pelo pesquisador Adilson Cabral e publicado no dossiê "O Estatuto da Cibercultura no Brasil" da Revista Logos volume 18, número 1, de 2011. Analisa a apropriação da internet por grupos midiáticos contemporâneos e o agendamento das audiências por meio dos dados produzidos pelos usuários, o que pode resultar em maiores ganhos para esses conglomerados. O podcast foi publicado no dia 3 de junho de 2020.

 

Coronelismo, radiodifusão e voto: a nova face de um velho conceito, de autoria dos pesquisadores Suzy dos Santos e Sérgio Capparelli, foi lançado no livro "Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia", em 2005. Mostra como os antigos coronéis políticos transformaram-se em coronéis eletrônicos, a partir da propriedade de estações geradoras e retransmissoras de TV aberta. O podcast foi publicado no dia 2 de junho de 2020.

 

O contexto da militância online no mundo é um dos capítulos da obra "O ativismo digital brasileiro", de autoria de José Marques de Vasconcelos Filho e de Sérgio Coutinho. Verifica a construção histórica do ativismo digital no mundo, fazendo um levantamento de fatos recentes. O podcast foi publicado no dia 31 de maio de 2020.

 

Nem povo, nem classe - A sociedade de massas, capítulo de Jesus Martin-Barbero, que faz parte de um dos livros mais lidos na graduação e na pós-graduação de Comunicação no Brasil, “Dos meios às mediações”, publicado em 1987. Trabalha-se com os processos comunicacionais e as relações das pessoas com as mídias. O podcast foi publicado no dia 27 de maio de 2020.

 

Em defesa da regulação da mídia, capítulo do livro “Um grito no ar: Comunicação e Criminalização dos Movimentos Sociais”, que faz análise da relação entre o setor de comunicação e os movimentos sociais, é organizado por Elen Cristina Geraldes, Ruth de Cássia dos Reis, Janara Kalline de Sousa e Vanessa Negrini, publicado em 2017. O capítulo é resultado da entrevista concedida por Beatriz de Rezende, professora da UNB e defensora dos direitos humanos, ao jornalista e pesquisador Bruno Lara. O podcast foi publicado no dia 24 de maio de 2020.

 

Os Elementos das Redes Sociais na Internet, capítulo da pesquisadora Raquel Recuero, publicado, em 2009, em seu livro “Redes Sociais na Internet”. Trabalha-se com as interações e seus desdobramentos que ocorrem nas redes sociais na internet. O podcast foi publicado no dia 20 de maio de 2020.

 

Indústria Cultural, Economia Política da Comunicação e Televisão Pública, capítulo de Vivianne Lindsay Cardoso e Juliano Maurício de Carvalho, foi publicado no livro “Economia Política da Comunicação: Digitalização e Sociedade”, em 2013, resultado da organização de artigos feita por Juliano Maurício de Carvalho, Antonio Francisco Magnoni e Mateus Yuri Passos. Os autores analisam o conceito de indústria cultural e sua contextualização na Economia Política da Comunicação. O podcast foi publicado no dia 17 de maio de 2020.

 

Cultura e democracia, artigo da filósofa brasileira Marilena Chauí publicado, em 2008, na Revista Latinoamericana de Ciencias Sociales, em seu primeiro número, sobre dossiê temático "Crítica y Emancipación”. Analisa-se os significados da palavra cultura a partir dos contextos intelectual e político da época. O podcast foi publicado no dia 13 de maio de 2020.

 

Gramsci, o jornalismo e a imprensa, capítulo de um dos livros mais lidos do pesquisador Dênis de Moraes, "Crítica da Mídia e Hegemonia Cultural", lançado em 2016. No texto analisa-se a trajetória jornalística de Gramsci e a relação do jornalismo com os aparelhos ideológicos da classe dominante. O podcast foi publicado no dia 10 de maio de 2020.

 

EBC, Manual de Jornalismo e alterações na lei: princípios e práticas, capítulo de Guilherme Strozi e Fernando Oliveira Paulino, faz parte do livro “Resistências e Inovações: Políticas de comunicação em tempos de crise” (2019), dos organizadores Elen Geraldes, Juliano Domingues da Silva e Gisele Pimenta de Oliveira. Os autores do artigo analisam cinco casos, ocorridos no período de 2016 a 2019, que estão em desacordo com as regras estabelecidas pelo Manual de Jornalismo da EBC, como a cobertura do assassinato da vereadora Marielle Franco, no Rio de Janeiro. O podcast foi publicado no dia 6 de maio de 2020.

 

Entre políticas e o marco legal: a comunicação nas Constituições federais brasileiras, artigo publicado pela coordenadora do grupo de pesquisa EPCC, Eula Cabral, na revista Eptic, vol. 22, n.1, em 2020. Mostra como a comunicação foi registrada nas sete Constituições federais brasileiras e a importância da democratização no país. O podcast foi publicado no dia 3 de maio de 2020.

 

A Identidade Cultural na Pós-Modernidade, obra publicada em 2006 pelo pesquisador jamaicano e um dos fundadores dos Estudos Culturais, Stuart Hall. Obra lida nos cursos de graduação e de Pós-graduação, principalmente das áreas de Humanas e de Ciências Sociais Aplicadas, levanta questões sobre a identidade cultural na modernidade tardia e se existe ou não uma crise de identidade, em que consiste e se há ou não conseqüências. O podcast foi disponibilizado no dia 30 de abril de 2020.

 

Mídia, poder e a (nova) agenda do capital, obra publicada em 2018 e organizada pela ex-vice-presidente da Ulepicc Brasil, Ivonete da Silva Lopes, e por seu atual presidente, Anderson Santos. Reúne 11 artigos de pesquisadores da área de Economia Política da Comunicação, da Informação e da Cultura, resultado de pesquisas apresentadas no VI Encontro Nacional da ULEPICC-Brasil, realizado em 2016. Está disponível gratuitamente nas versões MOBI e EPUBPodcast transmitido no dia 29 de abril de 2020.

 

Regulando a TV: Uma visão comparativa no Mercosul, obra publicada em 2000 e de autoria do coordenador do Grupo de Pesquisa em Comunicação, Política e Redes Digitais da UFBA, Othon Jambeiro. A obra analisa as redes de televisão de quatro países do Mercosul: Argentina, Paraguai, Uruguai e  Brasil, a partir das semelhanças e diferenças entre os sistemas de televisão e suas legislações. O podcast foi disponibilizado no dia 26 de abril de 2020.

 

Comunicação e Cultura no Brasil - Diálogos com a Economia Política da Comunicação e da Cultura, obra publicada em 2018 e disponibilizada gratuitamente,  organizada pela coordenadora do grupo de pesquisa EPCC,  Eula Dantas Taveira Cabral, e pelo pesquisador Adilson Vaz Cabral Filho. É resultado da realização de colóquios de Economia Política da Comunicação e da Cultura pela Fundação Casa de Rui Barbosa, pelo Centro de Pesquisas e Produção em Comunicação e Emergência (EMERGE), da Universidade Federal Fluminense, e pelo grupo de trabalho "Políticas de Comunicação" da União Latina de Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura, Seção Brasil (ULEPICC-Brasil).  Reúne artigos de Murilo César Ramos, Patricia Bandeira de Melo, Octavio Penna Pieranti, Marcia Correa e Catro, Adilson Vaz Cabral Filho e Eula Dantas Taveira Cabral. O podcast foi lançado no dia 22 de abril de 2020.

 

Definindo vigilância é resultado da análise do texto "Como Podemos Definir Vigilância?" do pesquisador austríaco Christian Fuchs, publicado na revista Matrizes em 2011. O autor trabalha com os conceitos vigilância neutra, em massa e negativa diante da Sociedade da Informação e das mudanças ocorridas no cenário internacional com a evolução das novas tecnologias. Podcast disponibilizado no dia 18 de abril de 2020.

 

O Ativismo digital foi publicado na Biblioteca online de Ciências da Comunicação, BOCC, em 2001, pelo pesquisador Dênis de Moraes. Mostra-se como a relação da internet com o ativismo, sua influência e a possibilidade da pluralidade de ideias diante de uma mídia que se pretende democrática, apesar dos constantes embates de governos e empresas que tentam mantê-la sob controle. Podcast também difundido no dia 18 de abril de 2020.

 

Economia Política do Jornalismo: tendências, perspectivas e desenvolvimento regional, obra lançada em 2016 e organizada pelos pesquisadores Jacqueline Lima Dourado, Denise Maria Moura da Silva Lopes e Renan da Silva Marques, foi o tema do podcast de 15 de abril de 2020. Analisou-se os 19 artigos publicados no livro por grandes pesquisadores nacionais e internacionais.

 

Economia Política da Internet e os sites de redes sociais, artigo escrito pelos pesquisadores César Bolaño, fundador da Ulepicc Brasil, e Eloy Vieira. Publicado em 2014 na revista EPTIC Online v.16, n.2, foi analisado no podcast do dia 12 de abril de 2020.  

 

Comunicação pública e comunitária: as perspectivas das novas mídias, capítulo de autoria de Laurindo Lalo Leal Filho, e que faz parte do livro "Comunicação, cultura, informação e democracia: tensões e contradições", publicado em 2016 e resultado do V Encontro da Ulepicc-Brasil, também foi tema de podcast do dia 12 de abril de 2020.

 

Desafios das Políticas de Comunicação, obra publicada e disponibilizada gratuitamente em 2019 e organizada pela pesquisadora Eula Cabral. O livro conta com artigos científicos apresentados no Grupo de Trabalho "Políticas de Comunicação" do VII Encontro da União Latina de Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura (ULEPICC), capítulo Brasil, realizado em Maceió, em 2018. O podcast foi divulgado no dia 7 de abril de 2020.

 

Comunicação, Cultura e Informação: tensões e contradições, obra publicada em 2016 e organizada pelos pesquisadores Adilson Cabral e Eula Cabral, foi o tema do podcast disseminado no dia 5 de abril de 2020. O livro conta com artigos de pesquisadores nacionais e internacionais da área de Economia Política da Comunicação, da Cultura e da Informação e é resultado de palestras ministradas no V Encontro da ULEPICC Brasil.

 

Mídia Brasileira: entre a concentração e a democratização midiática, capítulo do livro "Mídia, poder e a (nova) agenda do capital" (disponível em epub e em mobi), de autoria de Eula Cabral e publicado em 2018, pela Ulepicc Brasil, foi o tema do terceiro episódio transmitido no dia 01 de abril de 2020. 

 

MacBride, a NOMIC e a participação latino-americana na concepção de teses sobre a democratização da comunicação, artigo publicado por um dos maiores pesquisadores da área de Comunicação do Brasil, José Marques de Melo, que faleceu em 2018, e publicado na revista Logos 28, de 2008, foi o tema do podcast de 29 de março de 2020.

 

Seis questões para entender a hegemonia midiática, artigo publicado na obra "Crítica da mídia e Hegemonia Cultural” (2016), do pesquisador Dênis de Moraes, foi o episódio piloto lançado no dia 25 de março de 2020.

 

 

 Foto gratuita extraída do site Pixabay.

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

EPCC Brasil disponibiliza eventos científicos sobre comunicação, cultura e informação

07.08.2020

1/4
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo