Dicionário temático da UNICAMP amplia discussões patrimoniais no Brasil

13.07.2020

O recém lançado Dicionário temático de patrimônio - Debates contemporâneos, publicado pela editora da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), reúne mais de 60 autores brasileiros, responsáveis por 50 verbetes acompanhados de referências bibliográficas fundamentais. A obra é voltada para estudiosos, gestores públicos e interessados no tema do patrimônio.  

 

No prefácio, a professora doutora Tereza Paes, membro da Rede Franco-Brasileira de Turismo, Patrimônio e Políticas Públicas, e Coordenadora da Área de Geografia na CAPES, enumera as questões que a obra busca responder: “O que é patrimônio cultural? Quais são suas referências básicas? Quais questões, segmentações ou tipologias ele desperta hoje? Qual o papel da dimensão e das narrativas da cultura?”.

 

Paes ressalta que as organizadoras Aline Carvalho e Cristina Meneguello, professoras doutoras da UNICAMP, convidaram “autores com produção científica, divulgação acadêmica e atuação em órgãos e conselhos de preservação do patrimônio cultural no Brasil”, que “aceitaram o desafio de produzir textos com reflexões pioneiras, linguagem acessível e concisa, com bibliografia atualizada, sobre temas do patrimônio”, sob a perspectiva de diferentes tipologias, dimensões  e áreas disciplinares.

 

A obra divide-se em duas partes para ampliar as possibilidades de reflexão no campo da cultura tornada patrimônio. A Parte I - “Definições” apresenta conceitos, instituições, tipologias e legislação, de paisagem cultural a políticas públicas, órgãos de gestão e fomento, nacionais e internacionais, como SPHAN/IPHAN e UNESCO/ICOMOS. 

 

Os verbetes deste dicionário revelam as mudanças culturais manifestadas nos processos contemporâneos e dedicam-se a temas, ou recortes, relativamente novos na área patrimonial. A Parte II - “Novos Patrimônios, Novas Questões”, abrange o cerne do debate contemporâneo, atualizando “a memória e os bens patrimoniais para os usos sociais do presente”, tais como memória da internet, turismo religioso, patrimônio audiovisual, mulheres e patrimônio, patrimônio indígena, patrimônios afro-brasileiros, patrimônio cultural LGBT, patrimônio genético, patrimônio e vandalismo, entre outros, em busca de ferramentas conceituais mais eficazes para auxiliar o leitor a interpretar o patrimônio cultural contemporâneo sob um olhar mais abrangente.

 

As autoras dedicam “esta obra àqueles que encontram no patrimônio uma forma de resistência”, e agradecem “a todos que lutam pelo patrimônio como um caminho para a defesa de uma sociedade mais justa e plural”.

 

Aline Carvalho é doutora pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp e professora dos programas de pós-graduação em História do mesmo Instituto. É pesquisadora no Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais da Unicamp (NEPAM/IFCH/Unicamp) e coordena o Mestrado Profissional em Ensino de História (ProfHistória/IFCH/Unicamp). 

 

Cristina Meneguello é doutora em história na Unicamp, com pós-doutorado nas universidades de Veneza (Itália) e Coimbra (Portugal). É professora do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp e coordenadora da Olimpíada Nacional em História do Brasil desde 2009 e coordena o Mestrado Profissional em Ensino de História (ProfHistória/IFCH/Unicamp). 

 

Atualmente, a primeira edição do Dicionário temático de patrimônio - Debates contemporâneos, encontra-se disponível para compra online no site da Editora UNICAMP pela metade do preço de capa original.

Please reload

Posts Em Destaque

EPCC Brasil disponibiliza eventos científicos sobre comunicação, cultura e informação

07.08.2020

1/4
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo