Muncab luta para se manter aberto

O Museu Nacional da Cultura Afro-Brasileira (Muncab), localizado no Centro Histórico de Salvador, único espaço completamente dedicado à reunião e à valorização dos artefatos e registros da cultura afro-diaspórica no Brasil, está prestes a fechar as portas definitivamente em razão da crise político-financeira e cultural causada pela pandemia da Covid-19. No dia 26 de junho, a notícia se tornou de conhecimento público quando o músico, poeta, presidente da Sociedade Amigos da Cultura Afro-brasileira (Amafro) e coordenador do museu, José Carlos Capinam postou nas redes sociais da instituição um informe emergencial. Capinam relata em entrevista ao A TARDE, a falta de recursos financeiros para despesas básicas, sendo uma das maiores preocupações do corpo institucional. Também relata a falta de recursos para pagar os vigilantes que zelam pelos bens patrimoniais do local mesmo com o museu de portas fechadas por conta da pandemia. O coordenador do museu mostrou preocupação quanto ao acervo idealizado por ele e pelo artista plástico Emanoel Araújo, que é composto por itens comprados e doações de colecionadores.

 

 

Leia na íntegra. 

Please reload

Posts Em Destaque

EPCC Brasil disponibiliza eventos científicos sobre comunicação, cultura e informação

07.08.2020

1/4
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo